Cadeia de Jales é esvaziada para reforma. 48 presos foram transferidos na última semana


A Delegacia Seccional de Jales promoveu uma grande movimentação de transferência de presos nos últimos dias. 32 foram levados para Santa Fé do Sul e outros 16 para unidades prisionais diversas como os CDPs (Centro de Detenção Provisória) de Rio Preto e Riolândia. O objetivo é esvaziar a cadeia para reforma, mas não há data para que as obras comecem. “Estamos aguardando os recursos para a reforma e a cadeia de Santa Fé foi reformada recentemente”, explicou o delegado diretor da Cadeia de Jales, Altair Ramos Leon.

Carceragem de Jales

Ainda segundo ele, desde o dia 1º de julho, todo cidadão preso em Jales em flagrante ou capturado em decorrência de ordem judicial, passou a ser encaminhado para Santa Fé do Sul e, de lá, para alguma unidade prisional do Estado, dependendo de decisão judicial.

Altair leon

As mulheres são levadas, inicialmente, para Nhanadeara e, assim como os homens, transferidas posteriormente para outras unidades, dependendo da situação de cada uma e das decisões judiciais relativas ao respectivo processo.

A Cadeia de Jales tem capacidade para 60 presos e a de Santa Fé para 48 presos. Porém, há muito tempo a capacidade máxima não é alcançada. Na última semana, por exemplo, havia 46 presos. “A lotação é muito dinâmica porque os presos entram e saem muito constantemente. Fica sempre em torno de 45 pessoas”, disse.