top of page

Prefeito, vice, secretários e vereadores visitam o novo reservatório da Sabesp



Centro de Reservação CR2, instalado pela Sabesp na Marginal Ayrton Senna, no Distrito Industrial III tem capacidade para 1 milhão de litros

O prefeito Luis Henrique Moreira e a vice-prefeita Marynilda Cavenaghi visitaram na manhã da quinta-feira, dia 7 de julho, o Centro de Reservação CR2, instalado pela Sabesp na Marginal Ayrton Senna, no Distrito Industrial III. Acompanharam a visita o gerente regional da companhia, Gilmar Rodrigues de Jesus, o gerente do setor técnico da companhia, César Alves Vieira, a técnica em gestão Silvânia Nogueira, o chefe de gabinete do prefeito, José Angelo Caparroz Vieira, os secretários municipais de Obras, Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano, Manoel de Aro e de Comunicação Social, Douglas Zílio e os vereadores Bismark Kuwakino, Bruno de Paula e Riva Rodrigues.


O reservatório metálico apoiado tem capacidade de 1 milhão de litros e garantirá o abastecimento para aproximadamente 6.000 residências em diversos bairros da cidade. Somando as obras complementares que incluíram a construção de bases, instalações hidráulicas e elétricas, o projeto custou aproximadamente R$ 1.500.000,00.

De acordo com Gilmar, o reservatório faz parte de um conjunto de obras projetadas para garantir o abastecimento de água para a população jalesense pelos próximos vinte anos. “Além do reservatório, contaremos ainda com o Poção 3, que já foi perfurado e está em fase de testes e um outro reservatório de 500.000 litros, três torres de resfriamento e duas estações elevatórias de água tratada. Essa grande obra garantirá o abastecimento de água para Jales, Urânia e Santa Salete para os próximos vinte anos. No total, todas as obras estão orçadas em aproximadamente R$ 10milhões”.

Sobre o Poção 3, Gilmar relatou que a obra está sendo realizada na Bacia Turvo/Grande, entre Jales e Urânia, em uma área de 1.500 m², doada pelo empresário Júnior Ferreira à Prefeitura de Jales, que cedeu à Sabesp para a realização da construção. “O Poção tem profundidade de 1.415 metros e expectativa de vazão de 300 mil litros por hora. As obras complementares incluem um reservatório com capacidade para 500 mil litros, as torres de resfriamento, as estações elevatórias de água, automação, edutor, bombas, instalações hidráulicas e elétricas”.

Conforme explicou o gerente divisional, cerca de 90% de toda a água que abastece a população de Jales atualmente é retirada do aquífero Guarani, considerado a segunda maior reserva de água subterrânea do planeta. Apesar da dimensão, devido à sua superexploração, o aquífero já apresenta sinais de rebaixamento, o que preocupa os técnicos. “Apesar de o nível estar rebaixando, o sistema de abastecimento de água em Jales consegue manter a vazão suficiente para atender toda a demanda de consumo atual”.


O prefeito Luis Henrique Moreira enalteceu a magnitude das duas obras e parabenizou a equipe pelo trabalho desempenhado pela Sabesp. “Temos que parabenizar a Sabesp por este grande investimento, que vai garantir água pelos próximos vinte anos para a população jalesense e também pela construção do Poção 3, que também garantirá água por mais vinte anos para as populações de Jales, Urânia e Santa Salete. A Companhia está constantemente investindo em benfeitorias em prol da população, além de desenvolver um serviço de excelência na distribuição de água potável para 100% da área urbana de Jales e no tratamento de esgoto. Sabemos e reconhecemos a grandeza e a importância de uma empresa como a Sabesp”, finalizou.

Comentários


bottom of page