Confira quais empresas poderão abrir durante a Fase Vermelha


VEJA AS ATIVIDADES PERMITIDAS EM CADA FASE, CLICANDO AQUI


O governo de São Paulo regrediu todo o estado à fase vermelha, a mais restritiva do Plano SP de retomada da economia.

As medidas valem a partir de zero hora do próximo sábado e vigoram por 14 dias, com reclassificação prevista para o dia 19 de março. Com a medida, o comércio deixará de funcionar e estarão permitidas apenas atividades essenciais.

"Estamos em São Paulo e no Brasil à beira de um colapso. Exige medidas coletivas e urgentes (...) Por este motivo nós estamos atendendo a recomendação do centro de contingência e reclassificando todo o estado de SP para a fase vermelha a partir das 0h de sábado", João Dória.

Jales Notícias fase vermelha Covid
A partir de sábado, todo o estado terá regras da fase vermelha,na qual apenas serviços essenciais são autorizados

A fase vermelha autoriza apenas o funcionamento de setores da saúde, transporte, estabelecimentos como padarias, mercados e farmácias, além de escolas e igrejas, que foram incluídas na lista de serviços essenciais por meio de decretos estaduais.

Shoppings, academias, restaurantes, bares e comércios não podem funcionar.

"As escolas da redes públicas estadual e municipal e da rede privada vão continuar abertas, e vão atender os alunos. Exatamente como estava previsto", completou o governador.

Algumas prefeituras da Grande SP e do interior, como Campinas, já tinham determinado medidas mais restritivas do que as do governo paulista.

A gestão estadual também antecipou para as 20h o início do chamado "toque de restrição". Anunciado no final de fevereiro para todo o estado, a medida entrou em vigor inicialmente das 23h às 5h, com o objetivo de coibir aglomerações e festas noturnas.


O que pode funcionar na fase vermelha?


· Farmácias

· Mercados

· Padarias

· Açougues

· Postos de combustíveis

· Lavanderias

· Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô

· Transportadoras, oficinas de veículos

· Atividades religiosas

· Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria

· Bancos


O governo anunciou a abertura de 500 novos leitos de internação, sendo 339 destinados à UTI Covid e 161 à enfermaria, com intuito de evitar o colapso da rede hospitalar. Segundo o governador João Dória, a abertura das novas vagas será feita de forma gradual a partir do dia 8 de março.