top of page

Casos de dengue caem 99% em São Francisco



Em 2022 os casos de Dengue em São Francisco foram bem altos chegando a ser

notificadas 480 pessoas com suspeita de dengue, mas os casos positivos foram 372

pessoas, sendo 62% dentro do próprio município. No período de janeiro a maio de 2022

foram 345 pessoas infectadas, já em 2023 neste mesmo período foram confirmadas

apenas 4 pessoas positivas. Em comparação ao ano passado obtivemos uma queda de

aproximadamente 99% nos números de casos. Os dados são do Departamento de Saúde

do Município, pela responsável Valdinéia Aparecida Evangelista.

O médico especialista da saúde da família e da comunidade,Thiago Seidi Doho, diz que “Toda vez que o munícipe tem suspeita de Dengue, ele é notificado e não significa que ao ser notificado a pessoa tenha testado positivo, são feitos dois exames para comprovar se está positivo ou não. O resultado dando positivo fica confirmado a dengue, caso negativo pode ser outras infecções virais que não foi diagnosticado.”

As infecções virais quase sempre tem sintomas parecidas, como febre, tosse,

coriza, dor de cabeça, dor no corpo, mal-estar e perda de apetite. Por isso é preciso ficar atento nos sintomas e procurar uma Unidade Básica de Saúde mais próxima.

“Tem que ficar atento, pois pode ser qualquer infecção viral, desde um resfriado, a uma diarreia. Todas as infecções virais tem quase os mesmos sintomas, pouca coisa diferencia, como a Chikungunya, que tem um pouco mais de dor articular, cada sintoma pode sobressair mais que o outro. Como estamos na época da dengue a maioria dos casos ficam como suspeitos, porém em casos positivos os Agentes de Combate a Endemias ficam responsáveis pela eliminação do mosquito,” destacou Thiago.

Segundo a Agente de Combate a Endemias, Elisangela Pires de Araújo, “as visitas

domiciliares são constantes, toda semana é passado veneno nas casas e nos bueiros da

cidade, alguns pontos são mais críticos, fazendo com que tenham ainda mais visitas

nesses lugares. Desenvolvemos ações com as crianças das escolas municipal e estadual,

as crianças ajudam muito no combate contra a dengue, elas cobram dos pais para que os

quintais fiquem limpos.”

Desde o ano passado a equipe de endemias junto as Agentes Comunitárias de

Saúde vêm fazendo um trabalho árduo para combater o mosquito e conquistar a queda no

número de casos. Com a união de forças o objetivo foi alcançado e as equipes não

pretende dar brechas ao inimigo.

“Para a efetiva ação, além das visitas e veneno pela cidade, foi criada uma

notificação para responsabilizar os moradores que possuem focos de dengue no domicílio.

Contamos também com o fumaceiro que passou nas ruas. Todo o trabalho contra a

dengue está sendo realizado em conjunto com o ESF (Estratégia Saúde da família) que

nos ajudou a conquistar esta diminuição dos casos. E pretendemos continuar neste

trabalho com o auxílio dos moradores de São Francisco para podermos eliminar o

mosquito do nosso dia a dia.” Afirmou a Agente Elisangela.

Mantendo a cidade limpa os números de um ano para o outro vão caindo cada vez

mais, sendo muito importante limpar seu quintal, eliminando os criadouros do mosquito,

principalmente em épocas chuvosas, e sempre ficar atento quando os Agentes de Combate a Endemias passarem olhando os quintais. O Departamento de Saúde tem

buscado parceria com a população, reforçando as orientações e cada um faça a sua parte.

Qualquer dúvida procure o setor de Vigilância Epidemiológica ou a Unidade Básica de

Saúde, para poderem orientar ou resolverem determinadas situações.


Jhonatan Campos

Estagiário – Setor de Comunicação

Prefeitura de São Francisco SP

Comments


bottom of page