Polícia Militar de Paranapuã prende homem que mantinha mulher em cárcere privado e a estuprava.


A Polícia Militar de Parapuã prendeu um homem que mantinha uma mulher em cárcere privado e a estuprava sistematicamente. A ocorrência aconteceu na noite de domingo, 25 de fevereiro.

Os policiais militares foram acionados por meio de uma ligação 190 emergência e, apoiados por policiais militares da cidade de Mesópolis, se deslocaram até o local da denúncia situada na Avenida Antonio Castilhere.

O solicitante e testemunha, que não reside na casa, informou que pela residência havia um individuo mantendo uma mulher presa após agredi-la. A testemunha ainda relatou que conseguiu ouvir os gritos de pedido de socorro e também o choro da mulher vindo do interior da casa.

Os policiais cercaram a residência, a qual, naquele momento, se encontrava com a porta fechada e com as luzes apagadas, e tentaram estabelecer contato através de uma janela.

Objeto usados pelo estuprador preso em Paranapuã - Jales Notícias

Ao mencionarem que eram policiais militares a mulher correu em direção da janela da cozinha e pediu ajuda desesperadamente, gritando aos militares que o individuo iria matá-la.

De pronto as luzes foram acesas e os policiais visualizaram o homem com um facão e uma faca em mãos. Foi iniciada uma breve conversa com o agressor com o intuito de convencê-lo a abrir a porta e soltar a vítima, entretanto, o mesmo se mostrou irredutível.

Visto o iminente perigo à mulher, os policiais arrobaram a porta da cozinha e conseguiram retirar a mulher da casa. Logo em seguida desarmaram, imobilizaram e algemaram o agressor.

Foi informado pela mulher que o homem a mantinha em cárcere privado para que ela mantivesse relações sexuais com ele sem o seu consentimento, sob ameaças de morte e agressões físicas. Inclusive durante a manhã de ontem havia sido estuprada.

O criminoso J.R.A.S. foi preso pelos crimes de estupro, cárcere privado, lesão corporal e crimes da lei “Maria da Penha”, e foi recolhido à Cadeia Pública de Jales.