29 emissoras AM de São Paulo assinam migração para FM. Entre elas a Rádio Assunção de Jales


Mais de 240 emissoras de rádio AM de todo o Brasil assinam nesta segunda-feira (7), Dia do Radialista, o termo aditivo que autoriza a migração para a faixa de FM. Com a mudança, essas rádios ganham mais qualidade de sinal e poderão ser sintonizadas em dispositivos móveis, como tablets e smartphones, o que garante a continuidade do serviço e a modernização das emissoras.

A mudança é considerada histórica pelos radiodifusores. Devido ao crescimento urbano, as rádios AM vêm sofrendo com a perda de qualidade do sinal, o que leva à queda de audiência e faturamento. Em 2013, com a edição do Decreto 8.139, teve início o processo de migração das emissoras. Das 1.781 estações AM do Brasil, 1.386 (77%) pediram ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações a mudança para a faixa FM.

Clique aqui para acessar a lista de rádios que farão a migração para frequência FM.

Entre elas estão a rádio Assunção de Jales, a rádio Alvorada de Estrela d'Oeste, e a rádio Dinâmica de Santa Fé do Sul.

o diretor da rádio Assunção, Nilton Navarro, participou da cerimônia nesta segunda-feira

Com a assinatura dos termos aditivos, as emissoras devem apresentar ao MCTIC o projeto técnico de instalação e solicitar à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) a autorização para uso de radiofrequência. Com a liberação, os veículos já podem começar a transmitir na nova faixa.

A assinatura dos termos aditivos é um dos últimos passos para a mudança de frequência. Para chegar até aqui, as emissoras já precisaram também passar por uma verificação de regularidade com fiscos federal, estadual, municipal, além de efetuar o pagamento do valor de adaptação da outorga. Esse preço foi definido em 2015 e levou em consideração indicadores econômicos dos municípios, como PIB, renda e consumo, além do alcance das rádios. As emissoras também são responsáveis pela aquisição dos equipamentos adaptados ao novo sinal.