top of page

Prefeitura prepara Fundo Municipal para custear investimentos e conservação no trasporte público urbano. E também estuda conceder a venda de espaço publicitário nos veículos


Como parte da intensa política de melhoria da mobilidade urbana no município, que

inclui ônibus com tarifa zero, recape de ruas e avenidas e construção dos dois

viadutos sobre a linha férrea, a Prefeitura de Jales está analisando a criação de um

Fundo Municipal para transporte coletivo, com o objetivo de subsidiar o custeio e

investimentos em controle, operação, fiscalização e planejamento do transporte

coletivo urbano. Também está sendo realizado um levantamento de todos os pontos

de ônibus para, juntamente com a Secretaria de Obras e a empresa concessionária do

transporte coletivo urbano na cidade, realizarem um programa de melhoria e criação

de pontos de ônibus em todos os locais necessários dentro do Município.



A reportagem não conseguiu apurar detalhes de como o fundo seria abastecido, como

seria gerido nem quem seria o responsável, mas uma informação prestada pela

diretora do Departamento de Mobilidade Urbana, Beatriz Renesto Faile dá uma dica:

a prefeitura analisa a possibilidade da implantação do conceito “busdoor” para fins

publicitários. Ou seja, conceder a venda de espaço publicitário para arrecadação de

verbas, que podem ser usados no Fundo Municipal para transporte coletivo. O projeto

nada mais é do que usar os veículos como uma espécie de outdoor ambulante.

A Secretaria e Mobilidade Urbana também planeja como também prepara outros

projetos de ações referentes a mobilidade urbana.

BANCO DE IDEIAS

As informações fazem parte da resposta que a Secretaria de Mobilidade Urbana

enviou sobre o Requerimento nº 61/2024 aprovado pela Câmara Municipal.

As perguntas, por sua vez, foram enviadas por um contribuinte através do Banco de

Ideias Legislativas, disponível no site da Câmara de Jales.

Baseado na sugestão do contribuinte, o Requerimento queria saber se era possível a

criação de um Fundo Municipal de Transporte Coletivo, visando angariar recursos e

depósitos específicos de empresas contratadas pelo município para instalação de

abrigos nos pontos de parada. E se existia algum plano ou ação por parte do poder

público para estabelecer parcerias público-privadas visando a utilização desses pontos

de parada para fins publicitários, objetivando a construção e manutenção dos abrigos,

garantindo um padrão estético adequado para os usuários. E por fim, se havia a

possibilidade de aplicar o conceito de “busdoor” para fins publicitários nos veículos

de transporte coletivo.

Comments


bottom of page