top of page

Polícia identifica e prende disseminadores de boatos contra escolas da região.

As investigações sobre a origem e autores de boatos sobre ataques a

escolas na região noroeste paulista jpa identificaram e detiveram mais de uma dúzia de pessoas, entre elas menores e maiores de idade. Nehum caso concreto de ataque foi registrado até agora e a polícia reforça que, por enquanto, todas as "notícias" não passam de boatos.

Reunião sobre segurança nas escolas realizada na terça-feira, em Votuporanga

As pessoas suspeitas de espalhar boatos foram detidas nas cidades de Santa Fé do Sul,

Fernandópolis, Orindiúva, Paulo Faria, Tanabi, Mirassol, Onda Verde e Rio Preto.

Em algumas cidades as investigações foram feitas pelas polícias locais, mas em

outras houve operação coordenada. Menores foram apreendidos e maiores foram

presos. Os casos serão encaminhados para o Ministério Público.

MEDIDAS DE SEGURAÇA

Nesta quarta-feira foi realizada uma grande reuniõe com centenas de educadores de quase cem cidades da região e o comando da Polícia Militar, em Rio Preto. Também houve reuniões na terça-feia em Votuporanga e Fernandópolis e está prevista uma grande runião em Jales, amanhã, quinta-feira.

Comments


bottom of page