top of page

PM alerta para extorsões praticadas contra comerciantes da região em nome de facções criminosas

Há relatos de casos em várias cidades da região. O modo de operação dos criminosos é semelhante ao usado em outros crimes, como o do falso sequestro.


Do Jornal A Tribuna

O Comando de Policiamento Militar do Interior – 5 (CPI-5) emitiu alerta para golpes

que estão sendo aplicados em comerciantes da região noroeste paulista. Os empresários, segundo o alerta, estão recebendo ligações telefônicas de indivíduos, que se dizem integrantes de organização ou liderança criminosa e exigem quantias em dinheiro para que as pessoas e seus estabelecimentos não sejam atacados. A extorsão é conhecida nos meios policiais e criminais como “arrego”.

“Estamos enfrentando um aumento preocupante de golpes por telefone direcionados a negócios locais. Golpistas estão exigindo quantias em dinheiro para garantir a segurança dos vossos empreendimentos”, alertou o coronel Fábio Cândido.


A Polícia Militar alerta que os dados pessoais das vítimas que os criminosos fornecem nas ligações, para dar credibilidade às ameaças, são facilmente extraídos da internet.

Essa modalidade de golpe já ocorreu em outras regiões do país e a Polícia Militar orienta a população para não realizar os pagamentos aos golpistas e denunciar as ameaças para que esses crimes sejam apurados.

Há relatos de casos em várias cidades da região. O modo de operação dos criminosos é semelhante ao usado em outros crimes, como o do falso sequestro.

COM SE PROTEGER

O coronel Fábio Cândido, ressaltou que lotéricas, lojas de calçados e roupas são os principais alvos e que os dados como a descrição da fachada dos estabelecimentos, telefone, nome do proprietário, seus familiares e até o CNPJ da empresa, são facilmente encontrados em redes sociais e, muitas vezes, através da própria propaganda do estabelecimento.

Golpistas frequentemente tentam pressionar por prazos curtos e ameaçam consequências severas se não houver pagamento imediato. Alertem seus funcionários e colegas sobre essa prática para evitar potenciais vítimas. Não permita que sua empresa seja prejudicada por esses golpes. Ligue 190 e registre o boletim de ocorrência.





Comments


bottom of page