Palestra ‘’Saúde Mental vem do berço’’ é realizada para pais e alunos em alusão ao Setembro Amarelo


Em alusão a campanha Setembro Amarelo que se comemora a prevenção e combate ao suicídio, problema que afeta milhares de pessoas em todo o mundo, a Secretaria Municipal de Educação de Jales, em parceria com a Equipe Gestora da EM Profº Oswaldo Soler, realizou na segunda-feira, 12 de setembro, uma palestra com o tema ‘’Saúde Mental vem de berço’’.

A apresentação aconteceu na EMEI Profº Antônio Di Bernado Perez, por Jane Maiolo, que é psicanalista clínica, psicopedagoga, gestora em educação infantil, professora, articulista e idealizadora do projeto ‘’Movimento amor à Vida’’, e que está desde 2014 em atividade, voltada ao tema prevenção. A palestra foi direcionada a pais dos alunos da EMEI Prof. Antônio Di Berardo Perez , aos servidores das unidades EM Prof. Oswaldo Soler, EMEI Prof. Antônio Di Bernardo Perez e EMEI Profª Gema Ap. Prandi Rosa.

A palestra ’Saúde Mental vem de berço’’ contou com a presença dos pais dos alunos da escola EMEI Prof. Antonio Di Bernardo Perez, servidores da escola e das nidades EM Prof. Oswaldo Soler e EMEI Professora Gema Gema Ap. Prandi Rosa

‘’O propósito da apresentação foi trazer uma discussão maior sobre o assunto e estimular a conscientização, visando abranger o maior número de indivíduos participantes. Com o tema ‘Saúde Mental vem de berço’, minha intenção foi trazer uma reflexão profunda de quão importante é o início da vida, no seu aspecto físico e emocional. Pessoas que hoje estão passando por momento difícil em sua vida, devem ter em mente que existem vários meios de buscar ajuda’’, comentou a professora Jane Maiolo.

Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria, são registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e do abuso de substâncias. Com esses números, o suicídio encontra-se entre as três principais causas de morte em indivíduos com idade entre 15 e 29 anos no mundo.

‘’É fundamental abordar este assunto nas escolas, principalmente com os pais dos alunos, pois se trata de um assunto que para muitos, ainda é visto como um tabu. Diversas vezes, os próprios pais não conseguem entender a mudança repentina do filho, ou pensa que é normal pela idade. São características importantes que precisam ser notadas, para um trabalho de prevenção. Foi muito bem abordado pela professora Jane Maiolo, mostrando que conversar é a melhor forma de ajudar e ser ajudado’’, disse a Vice-prefeita e Secretaria de Educação, Marynilda Cavenaghi.