top of page

Pacientes acamados podem ser atendidos no Núcleo Central


A vereadora Andrea Moreto (Pode), em requerimento, questionou à Prefeitura se a Secretaria Municipal de Saúde iria orientar os pacientes doentes acamados ou cadeirantes, que residiam próximo ao Núcleo Central de Saúde, para que fossem atendidos naquele local.

A vereadora explicou que os pacientes que residiam próximo ao Núcleo Central eram orientados a procurar outra unidade de saúde. Para Moreto, seria mais razoável abrir uma exceção para atender esses pacientes no Núcleo Central, para não submeter os usuários a deslocamentos difíceis.


Em resposta ao requerimento, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde, informou que os pacientes acamados ou cadeirantes podem solicitar a consulta médica através de visita domiciliar. Caso necessitem do Núcleo Central de Saúde, a unidade vai atender esses munícipes.

A Prefeitura afirmou que estuda a redivisão de áreas para adequar as unidades mais próximas das residências. No entanto, mesmo não sendo da área de abrangência, todas as unidades estão abertas para promover as ações de saúde voltadas aos cidadãos. A delimitação de área ocorre apenas para organizar os serviços de saúde e atendimento à população voltado para a atenção primária à saúde nas especialidades clínica geral, pediatria, ginecologia e obstetrícia, odontologia e enfermagem.

Segundo a Administração, a importância das ações de saúde em um território definido é de estabelecer vínculos e relações de corresponsabilidade com a população assistida, que visa alcançar uma atenção mais efetiva e de qualidade, a fim de manter uma quantidade populacional homogênea em todas as unidades para não sobrecarregar o serviço entre as unidades do município.

Comentarios


bottom of page