top of page

Debate sobre fios soltos pede que Elektro regularize a situação


Deley Vieira quer informações sobre a fiscalização de fios soltos em vias públicas e Riva lembrou que a Elektro aluga os postes, mas não fiscaliza


A discussão sobre um requerimento apresentado pelo vereador Deley Vieira durante a

Sessão Ordinária da última segunda-feira, acabou envolvendo a Elektro,

concessionária do serviço de distribuição de energia elétrica em Jales. Deley

questionou se a prefeitura notifica as empresas que prestam serviços de internet por

não retirarem os cabos que são cortados e deixados soltos em locais de circulação de

pessoas. Os casos estão por toda a cidade alguns postes têm verdeiros “ninhos de

gato”.

Este fio estava em plena avenida Guilherme Soncini e um morador recolheu e enrolou para evitar acidentes. Meses depois, ninguém tomou providência.

Deley explicou que a Lei 4852/2019 determina que as fiações nos postes sejam identificadas com uma etiqueta da empresa responsável pela instalação e que a empresa deve remover os cabos cortados e soltos, energizados ou não, que coloquem em risco a circulação de pedestres ou veículos. Na cidade, há muitos cabos rompidos de internet e telefonia que pendem de postes e representam risco de acidentes.

O parlamentar comentou o requerimento: “Tem que proibir essas empresas de

trabalhar em Jales. Tem a lei e não está sendo cumprida, há acidentes acontecendo no município. Não custa nada ter o lacre, se tem o lacre, eu consigo identificar a empresa”.

O vereador Riva Rodrigues parabenizou Deley e solicitou a inclusão da distribuidora de energia elétrica no requerimento. “Quero pedir para que seja enviado o

requerimento para a diretoria regional da Elektro. A prefeitura tem que fazer a

verificação, mas a Elektro aluga o poste para as empresas. Vou lançar mão de um

pedido para nós dez fazermos uma manifestação no Ministério Público cobrando da

Elektro essa responsabilidade”.

“Os loteadores são obrigados a fazer a rede de energia e doar para a Elektro que

depois aluga para as empresas. É o melhor negócio do mundo e ela também precisa

se responsabilizar pelo seu uso”, acrescentou.

Deley indagou a prefeitura se as empresas infratoras serão responsabilizadas e

penalizadas caso não cumpram com o que estabelece a lei. O parlamentar também

questionou quais medidas a Elektro adotou em relação aos cabos e fios soltos nas vias

públicas. O requerimento foi encaminhado para a Prefeitura e para a diretoria da

empresa Elektro.

Commentaires


bottom of page