COVID 19: Fevereiro fecha com nove óbitos por covid, mas casos diários caem significativamente

Apesar de ter registrado nove óbitos por covid-19 (três só nos último fim de semana) o mês de fevereiro registrou desaceleração gradativa no contágio pelo novo coronavírus, indicando um arrefecimento da pandemia na cidade.

No dia 1º de fevereiro, Jales tinha 281 perdas para a doença, número alcançado com a morte de um homem de 80 anos, ocorrida naquela madrugada, na Santa Casa de Jales. O Boletim Epidemiológico daquele dia registrava 171 notificações de casos suspeitos e 208 resultados positivos.


No dia 26 desse mês o município atingiu o 290º óbito, devido a mais três mortes no fim de semana. Na sexta-feira, 25, faleceram dois homens de 78 anos e 82 anos, na Santa Casa e na UPA. No sábado, 26, faleceu um homem de 74 anos. As mortes de dois homens de 45 e 91 anos na terça-feira, 1º de março, completaram o quadro atual de 292 óbitos.

Mas os óbitos dos últimos dias não refletem a variação do numero de casos.

Enquanto o Boletim Epidemiológico da sexta-feira, 25 de fevereiro (último do mês) registrou 56 notificações de casos suspeitos e 45 resultados positivos, uma semana depois, na sexta-feira, 4 de março, a Vigilância Epidemiológica registrava apenas 17 notificações nas 24 horas anteriores e 30 resultados positivos.

Mais do que o número menor de casos confirmados, a queda significativa nas notificações pode indicar que os próximos boletins manterão os registros em queda.

O número de pessoas em isolamento domiciliar aguardando resultados dos exames também aponta para queda na probabilidade de novos casos confirmados. Atualmente, há 484 pessoas nessa condição, enquanto em 1º de fevereiro eram 829, quase o dobro.

Naquele dia, havia 1827 pacientes confirmados em isolamento domiciliar, 5 em enfermaria, 2 em UTI e 1 na região.

SANTA CASA

Nesta sexta, apenas 142 jalesenses estavam em tratamento em domicilio e nenhum estava internado na UTI ou na enfermaria da Santa Casa.

Nesta manhã de segunda-feira, 7 de março, o Hospital tinha um paciente da Urânia e outro de Santa Albertina internados na UTI e apenas um de Paranapuã na enfermaria, totalizando 12,5% de ocupação na enfermaria e 40% na UTI.