Com alta nos custos indústria de laticínios segue com repasse de preços


Os preços dos derivados lácteos no mercado atacadista continuaram em elevação no mês de abril. Todos os produtos tiveram elevação importante, refletindo a baixa disponibilidade interna de leite. Vale destacar que os meses de abril a junho são os de menor oferta de leite da entressafra. A indústria tem forçado os repasses de preços, buscando aliviar a pressão de custo que vem afetando o setor. Nos últimos 12 meses até março de 2022 o custo de produção subiu 23% enquanto o preço ao consumidor aumentou 14%, apertando as margens ao longo da cadeia produtiva. No mercado Spot, o mês de abril foi de valorização do leite cru em relação a março, mas a alta perdeu força e o produto se estabilizou próximo dos R$3,00/litro.

Conseleites indicam aumento nos preços

Em abril/22, o preço do leite ao produtor registrou elevação na comparação com o mês anterior. Para o pagamento de maio, todos os Conseleites indicaram movimentos de alta, em linha com o observado no mercado atacadista e Spot. As elevações variaram de 6,1% no Paraná até 10,8% no Rio Grande do Sul.