Carol Amador questiona Prefeitura sobre poda irregular de árvores

A vereadora Carol Amador (MDB), em requerimento, questionou se a Prefeitura pode fazer campanhas de conscientização de podas irregulares de árvores.

Amador explicou que as podas causam prejuízos à natureza e oferecem risco de acidentes àqueles que fazem o serviço. A poda drástica de árvores que estão localizadas em calçadas ou fora de lotes é crime previsto na Lei de Crimes Ambientais (nº 9605/98).

Carol Amador comentou o requerimento: “A gente têm visto que muitas pessoas fazem poda drástica, talvez fosse necessário um trabalho de conscientização da população. As árvores que apresentam perigo têm que ser removidas e plantadas outras no local. Eu vejo que é algo que tem incomodado a população”.


O vereador Hilton Marques (PT) apoiou a propositura: “A gente tem que criar essa conscientização. É legal passar a mensagem do que é irregular, de passar o que pode ser feito ou não”.

Amador também questionou o que a Prefeitura está fazendo para cumprir a Lei Ambiental e que medidas adotou para coibir a poda irregular de árvores.

O requerimento foi enviado à Prefeitura, que tem até 15 dias úteis para encaminhar a resposta. Todos os requerimentos e respostas ficam disponíveis ao público no site da Câmara Municipal (www.jales.sp.leg.br).