Andrea Moreto questiona Prefeitura e CDHU sobre problemas em imóveis do Conjunto Honório Amadeu


A vereadora Andrea Moreto (Pode), em requerimento, questionou se a Prefeitura pode realizar negociações com a Regional da CDHU, de São José do Rio Preto, para que seja feita uma revisão dos valores cobrados nas parcelas dos imóveis do Conjunto Habitacional “Honório Amadeu”.

A parlamentar explicou que desde a entrega dos imóveis, as casas apresentaram problemas de infraestrutura. Além disso, as parcelas dos imóveis sofreram aumentos exorbitantes de juros, algumas delas inflacionaram 60%, considerando os valores iniciais de cálculo. O seguro habitacional também teve aumento de 95%.



“São quatro anos à espera de soluções, as residências se deteriorando, as prestações e o seguro habitacional aumentando todo ano. Em 2017, os moradores pagavam R$ 76,64; em 2020, R$ 99; em 2021, R$ 135,31 e em 2022, R$ 148,34. Procuradas algumas seguradoras da cidade e há valores entre R$ 40 a R$ 80 para bons seguros. Temos moradores que pagam R$ 1,2 mil reais na parcela em uma casa na situação em que vocês viram aqui. É um requerimento para rever os valores, há pessoas que não estão pagando as parcelas porque não têm condições”.

A Vereadora Andréa Cristina Moreto Gonçalves apresentou uma série de questionamentos sobre o seguro pago pelos moradores da COHAB Honório Amadeu

O vereador Hilton Marques (PT) apoiou a propositura: “Se puder acrescentar no seu requerimento por que essas seguradoras não são acionadas pela CDHU, elas estão ali para assegurar esse tipo de situação”. Andrea Moreto indagou à Prefeitura e à CDHU qual é a seguradora que presta assistência ao Conjunto Habitacional, se, após o aumento, foi feito um novo contrato especificando a cobertura da seguradora e por que a seguradora das obras realizadas ainda não foi acionada. O requerimento foi encaminhado à Prefeitura e à CDHU.