Câmeras de segurança ajudaram polícia desvendar homicídio


Jovem de 20 anos foi filmado por câmeras instaladas em residências nas proximidades de onde aconteceu o crime

Como o jornal A Tribuna adiantou na edição que circulou no fim de semana passado, imagens colhidas de câmeras de segurança instaladas em residências do Jardim Pêgolo ajudaram a Polícia Civil de Jales a identificar o homem que matou Joaquim Moises de Deus Pereira, de 33 anos, na madrugada de domingo, 22 de setembro.

Logo depois de tomar conhecimento do crime, no começo da manhã de domingo, o Setor de Investigações da Central de Polícia Judiciária de Jales iniciou diligências em busca de pistas.

A perícia técnica estabeleceu o local dos golpes e os investigadores encontraram uma garrafa do tipo long-neck com um pouco de cerveja dentro. No bolso da vítima havia a comanda de uma bar localizado na rua Doze, entre as ruas Três e Um, no centro. A conta tinha sido paga pouco antes do horário em que a polícia acreditava que o crime tinha acontecido. Isso levou os investigadores a buscar imagens de câmeras que tivessem sido captadas no trajeto entre o endereço do bar e o local onde o corpo foi encontrado. Em uma delas foi possível identificar I.C.F.S., 20 anos,em atitude suspeita.

Por conta disso, a polícia solicitou um mandado de busca domiciliar e prisão temporária do investigado. Ambos foram cumpridos na manhã de sábado, 28, Na casa do suspeito foram apreendidos um boné, uma camiseta e um par de tênis que ele usava na noite do crime.

Diante das provas encontradas, o suspeito acabou confessando o homicídio e confirmando que desferiu 6 golpes de canivete na vítima. Ainda segundo seu depoimento, a arma do crime teria sido jogada em um bueiro da cidade. I.C.F.S. se negou a revelar o motivo do crime, por isso as investigações continuam.

A polícia investiga se Joaquimises foi vítima de assalto, vingança ou foi assassinado em decorrência de emboscada por conta de algum desentendimento ocorrido naquela noite. Ele foi encontrado sem vida, por volta das 5h26, depois que populares avisaram a polícia. Ele estava ensangüentado e com ferimentos no tórax e pescoço.