Dia da Saúde e da Nutrição lembra prática da boa alimentação para prevenção do câncer


Mudanças de hábitos não são fáceis, mas são essenciais para que possamos preservar nossa saúde e viver melhor e por muito mais tempo. No dia 31 de março, próximo domingo, será comemorado o dia da Saúde e da Nutrição, por isso, entenda como a prática de uma boa alimentação pode transformar sua vida e preveni-lo do câncer.

Comer bem faz parte das orientações médica. Segundo a nutricionista clínica do Hospital de Amor Jales, Ananda Fonseca, em suas consultas ela sempre orienta seus pacientes a ingerir mais alimentos de origem vegetal como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas; e menos alimentos ultraprocessados, como aqueles prontos para consumo ou prontos para aquecer e bebidas açucaradas. O Instituto Nacional de Prevenção de Câncer (INCA), reforça que refeições nesses formatos podem prevenir de 3 a 4 milhões de casos novos de câncer a cada ano no mundo.

Ananda explica que as escolhas alimentares são muito importantes. De acordo com ela, ao contrário de que muita gente pensa, não existe nenhum alimento milagroso que previne ou cura o câncer. “Existem evidências de que uma alimentação saudável auxilia na prevenção e no tratamento do câncer e de outras doenças, mas não existe um alimento curativo”, afirmou Ananda.

“Existem evidências de que os benefícios da ingestão de frutas, legumes e verduras na prevenção do câncer superam os malefícios do consumo desses alimentos com resíduos de agrotóxicos. Nos vegetais são encontradas vitaminas, minerais, fibras e fitoquímicos que previnem contra diversos tipos de tumores”, explicou.

A nutricionista afirma que optar por alimentos de base agroecológica ou orgânico é sempre o ideal, pois além de contribuir para a preservação do meio ambiente e para a agricultura familiar, são mais saudáveis. Entretanto, se não for possível adquiri-los, não podemos abrir mão desses alimentos protetores, pois estudos indicam que a redução no seu consumo pode aumentar consideravelmente o número de casos de câncer.

Para ela, a dica é fazer corretamente a higienização desses alimentos, diminuindo consideravelmente o risco de contaminação e o nível de agrotóxicos contidos na casca. “Após a pré-seleção, você pode deixá-los de molho por até 10 minutos, como: frutas, legumes e hortaliças, em uma diluição preparada com uma colher de sopa de água sanitária, e depois enxaguá-los um a um”, explicou.

Vale lembrar que os resíduos de agrotóxicos podem também estar presentes nos alimentos ultraprocessados, como biscoitos, salgadinhos, pães, cereais matinais, lasanhas, pizza e outros, que têm como ingredientes o trigo, o milho, a cana-de-açúcar e a soja, por exemplo.

Segunda Ananda, não precisamos abrir mão de alimentos que gostamos, mas devemos procurar por opções que sejam mais saudáveis e nutritivas, como por exemplo, pães a base de oleaginosas, castanhas e farinhas integrais, alimentos enlatados pela versão fresca, verduras colhidas na hora ou orgânicas.

“De modo geral, a prevenção do câncer se dá de vários fatores. O fator alimentar é um aspecto muito importante que, se aliado a hábitos saudáveis como o de praticar exercícios (desde que orientado por um profissional), não ingerir álcool regularmente, não fumar, beber ao menos dois litros de água por dia, mulheres lactantes também reduzem o risco de desenvolver câncer de mama e reduzem as chances do bebê crescer um adulto obeso, além é claro de realizar os exames preventivos, pode contribuir, com certeza, para uma vida mais ativa e cheia de saúde”, finalizou.