Depois de puxão de orelha da Diocese, prefeito autoriza repasses a entidades, mas diz que "tent


Foi preciso um puxão de orelhas público para que o prefeito de Jales, Flávio Prandi Franco autorizasse o repasse de verbas para entidades assistenciais do município. Em seu editorial semanal, a Diocese de Jales criticou duramente a falta de repasses às entidades, que, por conta disso, passam necessidade. "As entidades sociais de Jales estão sendo impedidas de continuar prestando serviços por falta de apoio da administração municipal. Os seguintes fatos sugerem pensar se essa administração tem, realmente,sensibilidade aos problemas sociais", afirmou o padre Antônio de Jesus Sardinha, vigário geral da Diocese.

Em outro trecho do duro puxão de orelhas, o padre Sardinha acusa o prefeito de impedir que as entidades trabalhem. "Essas entidades sociais estão impedidas de trabalhar. A falta de apoio do poder público está ameaçando a paralisação de suas funções. As conversas com o prefeito têm resultado inúteis" e questiona: ".Após 15 meses, parece que o governo municipal ainda não sabe o que fazer na Assistência Social. Até quando as entidades vão ter que esperar?"

O Editorial completo pode ser lido CLICANDO AQUI

POUCAS HORAS DEPOIS da publicação do editorial nas rádios da Diocese,na sexta-feira, 13 de abril, o prefeito, finalmente, convocou uma reunião emergencial com representantes das entidades assistenciais do município, junto a Comissão de Seleção de Parceiras do Município de Jales para o processo. Participaram a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Jales (APAE), Sociedade Assistencial e Cultural da Região da Alta Araraquarense (SACRA), Lar dos Velhinhos São Vicente de Paulo e Associação de Apoio a Criança e ao Adolescente de Jales (AACAJ).

O prefeito Flá em reunião emergencial com representantes de entidades

As entidades estavam representadas por Elizangela Antunes do Nascimento e Maria Odete Lemos Costa (Projeto Corpo e Mente e Movimento, mantido pela SACRA), Rivail Rodrigues Junior e Gustavo Petinari (AACAJ). O subprocurador do município, Benedito Dias da Silva e o Secretário de Comunicação, Douglas Zílio, acompanharam a reunião.

Antes da reunião, a Comissão de Seleção de Parceiras do Município de Jales esteve reunida na sala de reuniões para deliberações visando à conclusão do chamamento público. De acordo com o processo de chamamento público então finalizado, verifica-se que as entidades SACRA, APAE e Lar dos Velhinhos foram habilitadas e declarada aptas a receberem repasses da Prefeitura Municipal de acordo com o plano de trabalho que apresentaram no processo de seleção.

Ao final da reunião, o prefeito Flá deliberou pela Homologação das entidades selecionadas e determinou a expedição e assinatura dos Termos de Fomento com as entidades, visando o repasse de recursos financeiros.

Sem citar diretamente a Diocese, o prefeito Flá disse que tentam distorcer a relação com as entidades. "Embora existam tentativas de distorcer informações e até de abalar nossa parceria, sempre vamos estar juntos, de mãos dadas, para poder dar sequência a esse bonito trabalho assistencial”.