Morador da rua Suécia reclama que árvore coloca casas da vizinhança em risco


Nem sempre que vende um bem consegue se livrar dele instantaneamente. Esse é o caso, por exemplo, de um morador da rua Suécia, na vila Aparecida da Boa Vista. Há alguns anos, ele decidiu desmembrar a sua chácara em diversos terrenos menores. Alguns foram vendidos, mas o problema é que os compradores ignoram as suas responsabilidades no que se refere à manutenção deles.A falta de cuidados resultou, principalmente, em muito mato alto e todos os problemas decorrentes disso.

Como o proprietário original ainda mora na casa (que não foi vendida) é sobre ele que recaem os riscos e críticas da vizinhança. Quem passa em frente da chácara tem a impressão que a casa está quase abandonada.

A segurança também é fator de preocupação. Segundo o morador, uma árvore enorme, que também está num dos terrenos que foram vendidos, está prestes a cair. A reportagem esteve no local e comprovou que a enorme árvore fica no limite entre o terreno e a rua. Não é difícil prever que, se ela cair, vai levar junto a fiação da rua e quem estiver no caminho. Inclusive casas da vizinhança.

O morador já fez diversos apelos por providências e pretende registrar um Boletim de Ocorrência contra os novos proprietários dos terrenos. Porém, pede providências dos órgãos públicos no sentido de fiscalizar e, se necessário, autuar os proprietários.