“Não é verdade que menor não pode ser punido”, diz promotor


O promotor de justiça, Eduardo Shintani - Jales Notícias

Perguntado pela reportagem sobre a mitologia que envolve o trabalho de combate à infrações cometidas por menores de idade, o promotor Eduardo Shintanti disse que não é verdade que menor não pode ser punido. Ao contrário. Segundo ele, na região de Jales, principalmente, as medidas judiciais que resultam em apreensão de menores são mais numerosas do que em outras regiões do estado. “Não é verdade que menor seja impune. Tanto que na Comarca de Jales o numero de internações, que, entre aspas, é a prisão que se aplica ao menor infrator, é significativamente em relação a outras. Quanto a esse aspecto, o Ministério Público, as polícias e o Poder Judiciário estão atentos”.

A operação Sinergia não capturou nenhum menor, mas pelo menos quatro adolescentes foram presos em janeiro, acusados de participação na onde de roubos. Alguns são apontados como violentos e teriam sido autores de lesões corporais resultantes de coronhadas impostas às vítimas.

Porém, de acordo com o promotor, as investigações policiais e os mais recentes casos de internação de menores infratores demonstraram que a grande maioria dos casos tem relação com o tráfico de drogas. “Posso seguramente afirmar que 80% dos atos infracionais estão relacionados ao uso de entorpecentes, inclusive porque, em função da vulnerabilidade social, alguns menores infratores são recrutados pela criminalidade. A ação de hoje visa coibir esse tipo de conduta, sem prejuízo das ações de fortalecimento das famílias que diuturnamente são conduzidas na Promotoria de Justiça e no fórum”.