Ônibus de estudantes que se chocou com outro em Prudente era clandestino. Polícia suspeita que ele t


A Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) informou ao G1 - Prudente que o ônibus que levava os estudantes de Presidente Prudente para Teodoro Sampaio e se se chocou contra outro ônibus de sacoleiros “não tinha autorização para realizar o transporte intermunicipal de passageiros”. O acidente matou oito pessoas e deixou 46 pessoas feridas.

“A Agência de Transporte do Estado de São Paulo informa que o ônibus de placa BTT 4579, envolvido no acidente, não tinha autorização para realizar o transporte intermunicipal de passageiros. Esse veículo está registrado em nome da empresa Clauric Transportes Ltda. que possui autorização para prestar serviço na modalidade de Fretamento até 19/09/2017. A Clauric foi notificada pela fiscalização da Artesp por usar veículo não autorizado”.

FOTO G1

Ainda conforme a Artesp, “o serviço irregular [sem licença] oferece inúmeros riscos aos passageiros, uma vez que o veículo não passa pelas vistorias mecânicas, não há garantia de que o motorista seja habilitado para atuar no transporte coletivo e, em caso de acidente, não há seguro para os passageiros”.

Já a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou que “apenas o primeiro veículo, de placa BYA646 [que levava os sacoleiros], possuía autorização de viagem nº 3952110 emitida pela agência, às 14h07min42seg, do dia 14/02/2017”.

“A viagem foi autorizada para o dia 14/02/2017, às 14h30, com origem de Frutal [MG], passagem por Iturama [MG] e destino Foz do Iguaçu [PR] e retorno a Frutal [MG], no dia 16/02/2017, às 12h”.

Por telefone, o gerente da unidade da Clauric Transportes Ltda. de Teodoro Sampaio, Paulo Abelha, informou ao G1 que o veículo envolvido no acidente desta quinta-feira (16) não faz mais parte da frota da empresa desde o ano passado.

Ônibus pode ter invadido a pista contrária

Segundo o delegado responsável pelo caso, Deminis Sevilha Salvucci, indícios apontam que o veículo que fazia o transporte intermunicipal de estudantes, entre Presidente Prudente e Teodoro Sampaio, invadiu a contramão da pista, se chocando contra o ônibus de sacoleiros.

Reprodução G1

"Pelo que eu pude observar, parece que o ônibus que estava com os estudantes invadiu a contramão. Aparentemente é isso. Agora, o motivo ainda é desconhecido. Se o motorista teve mal súbito, se ele dormiu ao volante ou tentou fazer uma ultrapassagem, isso só o laudo pericial vai indicar".

O delegado já pediu os exames toxicológicos dos motoristas e necroscópicos das vítimas. "Conforme estes laudos forem chegando, a gente vai ouvindo as vítimas sobreviventes para tentar descobrir com mais clareza como ocorreu de fato o acidente. Até lá, são só suposições",

VEJA MATÉRIA COMPLETA AQUI

O acidente aconteceu pouco depois da meia-noite, no km 12,8 da Rodovia General Euclides de Oliveira Figueiredo (SP-563), a Rodovia da Integração, em Mirante do Paranapanema (SP). A colisão frontal também envolveu outro ônibus, de Minas Gerais, que transportava sacoleiros do Paraguai. Oito pessoas morreram, inclusive uma advogada de Estrela d’Oeste, de 34 anos, que costumava ir ao Paraguai comprar cosméticos.