Saúde confirma cinco casos de meningite viral em Jales.


A Secretaria Municipal de Saúde confirmou nesta terça-feira, 14, cinco casos de meningite viral registrados somente em fevereiro, em Jales. O último no dia 13. Por enquanto, os casos estão concentrados na região leste da Jales. Um caso na escola Professor João Arnaldo Andreu Avelhaneda, no Jardim Paulista, e quatro na escola Professora Eljácia Moreira, na vila Nossa Senhora Aparecida. As crianças estão na faixa etária entre 7 e 9 anos e três permaneciam internadas na Santa Casa até a terça-feira, mas receberiam alta médica ainda neste mesmo dia. Além desses dois bairros, os casos se referem a moradores do Jardim São Judas, Cohab Roque Viola e Santos Hernandes Argentina. Não há que se falar em surto da doença, muito menos que o foco da transmissão estaria nessas escolas.

De acordo com a chefe de gabinete da Secretaria de Saúde, Patrícia Alberello, a confirmação coloca as autoridades sanitárias em estado de alerta. A Unidade de Saúde Francisco Xavier Rego, no Jardim Paraíso, a UPA e a Santa Casa foram alertadas para as suspeitas de novos casos. Diversas medidas foram tomadas para evitar a proliferação da doença, que é contagiosa, mas pode ser evitada com precauções semelhantes às tomadas contra a gripe. “É uma doença de contágio ‘oral/fecal’, então já orientamos sobre a lavagem das mãos, uso do álcool em gel, deixar o ambiente arejado, tanto para as crianças quanto para os funcionários das escolas”.

As aulas continuam normais.

Escola João Arnaldo, onde um caso foi registrado

SAIBA MAIS SOBRE A MENINGITE AQUI NO SITE DO DOUTOR DRÁUSIO VARELLA

Segundo a médica neuropediatra, Marília Varela Malta, a meningite viral é a forma mais branda da doença. É uma doença que afeta com inflamação a membrana que envolve o cérebro. Os sintomas são febre, dor de cabeça, vômito, podendo chegar até convulsão, alteração do nível de consciência e até o coma. Porém, em boa parte dos casos, o paciente pode ser tratado até mesmo em casa. A doença afeta qualquer faixa etária, mas é mais comum em crianças. Não há vacina contra a meningite na forma viral. “Os cuidados são parecidos com os que devem ser tomados com relação a outras doenças virais, como a gripe, por exemplo”.

Amanhã, quinta-feira, às 17 horas, a equipe da Secretaria de Saúde estará fazendo uma reunião com os pais dos alunos dessas escolas para esclarecer a situação e orientar sobre as medias de prevenção.