Morre idoso atropelado, baleado e sem memória na SP-320


O idoso de Tanabi que foi encontrado no acostamento da Rodovia Euclides da Cunha na madrugada de segunda-feira, 30, não resistiu os ferimentos e morreu no Hospital de Base após uma parada cardiorrespiratória e não responder as manobras de ressuscitação. O idoso João Silvério de Souza, de 67 anos que foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros de Tanabi com ferimentos de atropelamento, mas na unidade hospitalar foi constado que a vítima tinha sido alvejada por dois disparos de arma de fogo, um na perna esquerda e outro no braço esquerdo que ficou alojado no tórax.A vítima foi transferida para o Hospital de Base em São Jose do Rio Preto.

João Silvério pode ter sido atropelado e baleado pela mesma pessoa

Segundo a polícia, a suspeita de que a vítima, que tinha Alzheimer, tenha sido atropelada e depois foi atingida por dois tiros.Segundo o delegado José Francisco de Mattos, a perícia esteve no local do acidente e vai ajudar nas investigações. “Nesse caso houve o atropelamento e a vitima também foi alvejada por dois disparos de arma de fogo. Possivelmente foi a mesma pessoa, mas só depois das investigações é que teremos certeza”, afirma o delegado. Por enquanto, ninguém foi preso ou identificado pela polícia. “Ele gritava e falava que foi um acidente, mas o moço que chamou o resgate disse que escutou tiros”, afirma a filha da vítima Rosângela Silvério de Souza.

Idoso foi velado em Tanabi - imagem TV TEM

A família não faz ideia do que pode ter acontecido. “Ele não tinha inimigo nenhum, era um ser inocente, era uma criança de novo”, diz a filha. No Hospital de Base passou por cirurgia e encaminhada para a UTI daquele hospital, e na tarde de segunda-feira, 30 passou por novo procedimento cirúrgico onde teve uma parada cardiorrespiratória não respondeu às manobras de ressuscitarão.