Professores e alunos fazem paralisação contra reforma do ensino médio


Um grupo de cem pessoas, entre professores e alunos, se concentrou na praça João Mariano de Freitas na manhã da última quarta-feira, dia 5, para protestar contra o projeto de reforma do Ensino Médio preparado pelo Governo Federal e em discussão com o Congresso Nacional. A manifestação ocorreu no período da manhã e teve a participação majoritária de alunos da Escola Estadual Dr.Euphly Jalles e de cerca de dez professores de escolas de Jales e da região.A Apeoesp não apoiou a manifestação e a Delegacia de Ensino tratou o caso como “movimento isolado”.

Além da falta de apoio da Apeoesp e da falta de adesão da grande maioria dos professores, a manifestação foi prejudicada por falhas na comunicação e na organização que foi marcada por idas e voltas.

Na manhã do dia anterior, a diretoria da Escola Dom Artur Horsthuis dispensou os alunos por conta da manifestação, mas até às 17h30 ainda havia dúvidas sobre a realização do evento. À noite, os alunos receberam mensagens de celular avisando que a manifestação havia sido cancelada.

A Apeoesp negou que esteja organizando a manifestação, mas ressalvou que a paralisação chegou a ser cogitada durante a manhã desta terça-feira,porém foi abortada pela Diretoria Estadual do Sindicato.