Diocese de Jales orienta fiéis sobre a necessidade do Voto Consciente


A Diocese de Jales publicou em sua página na internet nesta terça-feira, dia 20 de setembro, um comunicado no qual convida os fiéis a assumirem seu compromisso com o voto consciente e a escolherem o candidato mais preparado para o Legislativo e Executivo. Confira abaixo:

Inspirada na fé cristã, a Diocese de Jales, convida todo o povo de Deus a assumir seu compromisso cidadão de votar conscientemente. Por isso, orienta seus fiéis e todas as pessoas de boa vontade a fazerem uma escolha consciente entre os candidatos mais preparados para assumirem o Legislativo e o Executivo, que correspondam ao fortalecimento da democracia, da ética e da justiça social.

O BOM CANDIDATO

  • É ÉTICO E CORAJOSO, tem senso de justiça. É honesto, transparente e verdadeiro, antes, durante e depois da campanha. É responsável na administração dos recursos financeiros. É coerente entre o discurso e a prática, antes, durante e após a campanha eleitoral.

  • É DEFENSOR DA VIDA. Defende a dignidade da pessoa humana e da vida, em todas as suas dimensões, desde a sua concepção até a morte natural.

  • É HUMANO E POPULAR SEM SER POPULISTA. Promove a justiça social, priorizando políticas públicas que favoreçam a superação das desigualdades sociais e a qualidade de vida da comunidade. Sabe tratar as pessoas com respeito.

  • É ADMINISTRADOR. Sabe delegar e descentralizar. Sabe escolher seus colaboradores diretos, a partir da competência profissional, determinando com clareza o que cabe a cada um realizar, cobrando resultados. Busca parcerias com outras esferas de governo e com a sociedade. Tem capacidade de buscar recursos. Não gasta além do que arrecada e não contrai dívidas exageradas.

O BOM ELEITOR

  • É UMA PESSOA HONESTA. Não vende seu voto, nem troca por benefícios pessoais (dinheiro, gasolina, favores, bens materiais, cargos, empregos e outros), nem por benefícios concedidos à família, a um grupo ou comunidade. Pensa no bem de todos.

  • RESPEITA OS ADVERSÁRIOS POLÍTICOS. Embora tenha suas convicções pessoais, respeita o pensamento diferente dos outros, dialoga e não impõe seu pensamento. Na vitória é discreto e não provoca ou humilha os que fizeram outra escolha. Não se serve de chantagens, mentiras ou pressão.

  • É RACIONAL E PONDERADO. Avalia, analisa a pessoa e o perfil do candidato e de quem o acompanha ou apoia. Não se deixa influenciar por promessas que não poderá cumprir ou por calúnias e difamações baratas.

  • COMPROMETE-SE COM O BEM COMUM. Interessa-se pelo bem do município e dos cidadãos. Não cumpre apenas com o dever de votar, mas procura acompanhar os eleitos no exercício do mandato.

Procure saber se o candidato tem histórico de vida dedicado à comunidade, se não está “caindo de paraquedas” ou mesmo sendo aproveitador.

Procure conhecer a fonte de financiamento do candidato para saber com quem ele está vinculado.

Conheça o programa de governo do candidato.

Saiba como pensa e o que pretende fazer depois de eleito.

Não negocie seu voto. Ele não tem preço. Tem consequência.

Por isso, vote consciente! É o melhor pra gente!