Polícia caça ladrões encapuzados que roubaram padaria. VEJA VÍDEO


Uma onda de roubos à mão armada tem assustado os jalesenses nas últimas semanas.Os ladrões não respeitam idade, horário nem local.Foram registrados roubos a pedestres (uma adolescente e uma criança de 11 anos) e a estabelecimentos comerciais (um posto de combustíveis na avenida Francisco Jalles), entre outros. Não se sabe ainda se os roubos foram cometidos por uma mesma quadrilha ou bandos diferentes. Um homem chegou a ser preso e apontado pela Policia Civil como o autor dos dois roubos à criança e à adolescente. Mas os casos não cessaram.

O roubo que mais chamou a atenção da cidade foi o cometido contra a Padaria Bom Jesus, na avenida Salustiano Pupim, na noite de quinta-feira, 1º de setembro.

O crime aconteceu por volta de 20 horas, horário de grande movimento no local. De um lado da padaria funciona um espetinho e do outro um bar. A poucos metros uma escola técnica com centenas de alunos e outros estabelecimentos comerciais.

Os três ladrões entraram no local encapuzados, usando camisas de mangas longas e dois deles estavam armados. O que entrou na frente apontou a arma para uma funcionária, ameaçando-a em voz alta e exigindo o dinheiro.Os outros dois renderam um cliente que estava no balcão e o fizeram sentar no chão.

Enquanto um deles vigiava o cliente, os outros dois reviravam o caixa em busca de dinheiro e colocaram outras mercadorias de valor dentro de sacolas da própria padaria.

VEJA O VÍDEO

Usando de violência, um dos ladrões tentou destruir o compartimento de cigarros para levar o produto. No fim, o trio de bandidos levou aproximadamente R$ 700,00 e dezenas de maços de cigarros, além de outras mercadorias de pequeno porte.

Em busca dos autores desse assalto e de outros casos, a Polícia Militar intensificou as blitze em Jales nos últimos dias. A mudança de estratégia já vinha acontecendo desde 20 de junho, data da posse do capitão Rodnei Dutra no comando do policiamento ostensivo em Jales e região.Mas o aumento dos casos de roubos nas últimas semanas está exigindo esforço maior por parte da polícia.

Na tarde deste domingo, 4 de setembro, os policiais chegaram a perseguir uma Paraty vinho depois que o motorista desobedeceu uma ordem de parada na rua Professor Rubião Meira.

Paraty e UNO danificados depois de perseguição policial

A perseguição se estendeu pela rua Iguaporé, onde o carro bateu em uma árvore, um Fiat Uno prata, subiu na calçada e bateu num poste próximo à creche do Jardim São Judas Tadeu, onde parou definitivamente. O motorista, que não teve a identidade revelada, foi preso em flagrante e levado para a Central de Polícia. Não se sabe se ele tem alguma relação com os roubos.