Enfermeiro da Santa Casa, morto em acidente, é sepultado em Palmeira d’Oeste


O corpo do enfermeiro Vladimir Martinelli, morto em um acidente na noite da quinta-feira, 1º de setembro, foi velado e sepultado no Cemitério Municipal de Palmeira d’Oeste, no começo da tarde desta sexta-feira. O enfermeiro morava em aparecida d’Oeste e trabalhava na UTI da Santa Casa de Jales, mas possuía familiares em Palmeira.

Vladimir Martinelli - Facebook

Vladimir Martinelli morreu em decorrência de grave acidente no km 322,7 da rodovia Dr.Euphly Jalles, (SP-563), por volta das 19h30 desta quinta-feira, dia 1º de setembro. Ele tinha acabado de deixar o trabalho na Santa Casa de Jales e conduzia a sua Honda Strada vermelha em direção à sua casa, em Aparecida d’Oeste, quando se chocou frontalmente contra uma pick-up Fiat Strada, placas de Aparecida do Taboado-MS e de propriedade de um frigorífico daquela cidade.

Carro e moto ficaram destruídos

A Perícia vai apurar como ocorreu o acidente e se um dos dois veículos fez uma ultrapassagem indevida, causando o choque. Na noite de quinta-feira, poucas horas depois do acidente, a Polícia Rodoviária ainda não tinha conseguido descobrir quem conduzia a Pick-up, mas identificou que os feridos os ocupantes eram Walmir Lisboa e Luiz Donizete Ozório, ambos moradores de Jales.

Acidente dexou um morto e dois feridos

Walmir saiu ileso do acidente, mas Luiz Ozório se feriu gravemente e precisou ser transferido para o Hospital de Base de São José do Rio Preto.

Além de enfermeiro da Santa Casa, Vladimir Martinelli, era professor de enfermagem e tinha prestado serviço da Etec (Escola Técnica Dr. José Luiz Viana Coutinho) de Jales. Recentemente, ele tinha sido aprovado em um novo processo seletivo e aguardava convocação.