Projeto Corpo Mente em Movimento já está em nova sede. Veja fotos


Foi inaugurada na noite da última quinta-feira, dia 25, a nova sede do projeto Corpo e Mente em Movimento, entidade ligada à Igreja Católica que cuida de adolescentes entre 13 e a17 anos. A nova sede fica na rua Iguaporé, 1253, esquina com a José Batista de Melo, no Jardim São Judas Tadeu. A 200 metros da Igreja São José Operário. Estiveram presentes o bispo dom Reginaldo Andrieta, o bispo emérito, Dom Demétrio Valentini, o delegado seccional Charles Wistom de Oliveira, parceiros colaboradores e membros da igreja.

O bispo Dom Reginaldo e o presidente, Valdemar Xavier inaugurando a nova sede

Segundo o presidente Valdemar Xavier, a mudança foi necessária porque a antiga sede, que funcionava no prédio onde deveria funcionar a Associação dos Moradores do Conjunto Habitacional Roque Viola, enfrentava problemas de documentação.

“Estávamos com dificuldade de retirar os alvarás e chegou o momento em que nós precisamos sair de lá. O prefeito Pedro Callado, então nos cedeu este espaço por tempo indeterminado

O prédio onde o projeto foi alojado foi construído originalmente para abrigar uma creche, mas estava sem funcionamento. Depois da cessão, a SACRA (Sociedade Assistencial e Cultural da Regional da Alta Araraquarense), mantenedora do projeto e presidida pelo bispo diocesano,, mobilizou colaboradores e obteve as doações de recursos necessários para reforma e adaptação do prédio, que ficou muito mais amplo, bem localizado e confortável.

“Com muita campanha, com muito empenho, o povo da comunidade jalesense abraçou a causa e hoje é esta realidade que todos estão vendo. Os recursos que recebemos foram todos empregados e se tornaram nesta realidade”.

O projeto Corpo e Mente em Movimento atende cerca de 70 jovens de aproximadamente 14 bairros da cidade com atividades que vão desde esporte, judô, dança, computação, artesanato entre outras. O projeto conta com coordenadora, psicóloga,assistente social, monitoras de sala e outros profissionais das atividades específicas.

“É um modelo diferente de uma escola ou uma creche. É uma entidade que tem o objetivo de evitar que eles fiquem na rua na ociosidade. Ele começou como um pequeno projeto por iniciativa do padre Geraldo José,aqui na Paróquia de São José Operário, por volta de 1997, mas foi crescendo e exigindo um espaço maior. Nos mudamos para o Roque Viola, onde ficamos por 13 anos.Agora nos mudamos para esta sede”, finalizou o presidente.