Índices positivos mostram resistência do comércio de Jales contra a crise


A economia do país ainda está longe de se recuperar do período de recessão vivido nos últimos anos, embora alguns setores comecem a sinalizar nesse sentido, alavancados pela queda da inflação que registrou aumento de 0,35% em junho, contra 0,78% em maio, medido pelo IPCA. No caso de Jales, onde o comércio e a prestação de serviços são os segmentos que mais pesam na economia, as empresas continuam navegando em águas um pouco mais calmas, atravessando a crise com índices positivos, apesar das enormes dificuldades enfrentadas principalmente pelos empresários do comércio, como consequência da queda nas vendas e aumento das despesas.

Jales Notícias - Carlos Altimari

O presidente da Associação Comercial e Industrial, Carlos Roberto Altimari destaca alguns indicadores que mostram essa tendência, como a geração de empregos que no primeiro semestre foi maior do que nas outras cidades da região, acompanhando os números que já vinham sendo registrados desde o ano passado, no auge da recessão. Outro indicador é o volume de exames médicos feitos na ACIJ, onde a grande maioria é para admissões de novos funcionários e não para demissões.

Mesmo assim, segundo o presidente da ACIJ, não se pode dizer que Jales é uma ilha de prosperidade cercada de adversidades. Acontece que vivendo basicamente de um comércio regional muito forte e da prestação de serviços, o município é constituído em sua imensa maioria por micro empresas e MEIs (Micro Empresas Individuais) que resistem em desempregar porque já sobrevivem com o mínimo de colaboradores. Ou seja, não crescem, mas vão se mantendo, enquanto puderem suportar.

Carlinhos lembrou que como entidade representativa das empresas a ACIJ tem se empenhado em oferecer apoio para a superação dessas dificuldades. Isso acontece com as promoções, como a do Dia dos Pais, que vai sortear uma moto, e as parcerias, incluindo a que possibilitou a reinstalação do PAE (Programa de Atendimento ao Empresário), junto com o Sebrae e a prefeitura e a mais recente, com o Senac, para o curso de auxiliar administrativo, voltado para jovens de 14 a 21 anos, cujas inscrições já podem ser feitas na associação, ou pelo telefone (17) 3622-1540.

Todo esse esforço certamente ajuda a melhorar os resultados, inclusive com uma tendência, embora ainda modesta, de alguns empresários em expandir seus negócios, contribuindo para a geração de empregos. Isso sem contar que novas empresas também estão se instalando em Jales. São iniciativas que abrem espaços para um ambiente de otimismo, com esses empresários se preparando para dias melhores, como afirmou Carlinhos.