Júnior Ferreira adia candidatura e assume provedoria da Santa Casa


O empresário Sebastião Júnior Ferreira, primeiro vice-provedor da Santa Casa não será candidato nas próximas eleições municipais. Nem a prefeito, nem a vice, muito menos a vereador. A

Jales Notícias - Júnior Ferreira

partir do dia 2 de junho, Júnior Ferreira assume a Provedoria da Santa Casa de Jales em substituição a José Devanir Rodrigues, o Garça, que se afasta do cargo para se manter disponível à uma possível candidatura.

“Ainda não é a hora. Ainda sou novo e estou adquirindo experiência. Vim para o PMDB para somar, assim como estou assumindo a Santa Casa com esse único objetivo. Quero ajudar.Quero reunir o maior número de apoiadores possível.Quem sabe, futuramente, na próxima, se o meu partido e a população considerarem que é uma boa opção, eu possa colocar o meu nome?”.

Júnior frisou em reunião com a imprensa, na última segunda-feira, que quer reforçar o perfil empresarial da administração. E que vai nomear uma espécie de “comissão de notáveis” formada por representantes de associações, clubes de serviço e entidades assistenciais. Para isso espera contar também com a bem sucedida equipe que atua no hospital.

PREFERÊNCIA

Por sua vez, Garça negou que haja alguma definição sobre uma possível candidatura e garantiu que se afasta apenas para evitar que o seu nome esteja impedido por ter descumprido o prazo legal. “Os companheiros me pediram que eu me afastasse para que o partido possa ter mais uma pessoa em condições de representar o partido em outubro. Na minha cabeça não tem nada definido porque o quadro político em Jales não está definido. Neste momento a única coisa que vamos fazer é cumpri a lei, obedecendo o prazo para afastamento”.

Os rumores sobre o destino de Garça apontam para várias direções. Aliados do prefeito Pedro Callado garantem que os dois já fecharam acordo e o próprio Garça disse em entrevista que tem mais proximidade com Flávio Prandi Franco,com quem disputou as últimas eleições municipais. “Existem muitos boatos. Nós não tivemos ainda oficialmente nenhum convite para ser vice de nenhuma chapa. Não há nada apalavrado. O partido só se reúne no fim de maio para discutir isso”.

Cartorário, Garça também pretende se afastar do Cartório do 2º Tabelionato de Notas e Protesto de Letras e Títulos. Em seu lugar, deve assumir a substituta Edinice Sueli Saura, a Nicinha.