Homem usava o nome da igreja para aplicar golpes em fiéis


Um funcionário público de 39 anos foi preso na última quarta-feira, 29, pela Polícia Civil acusado de tentar praticar golpes contra fiéis católicos, usando o nome da igreja. A.R.S. é morador do Jardim Oiti e visitava estabelecimentos comerciais se dizendo coordenador de eventos da Paróquia de Santo Antônio. Ele pedia a colaboração dos comerciantes para a realização de um almoço que, supostamente seria realizado no dia 10 de abril. Há registros de que ele também tinha telefonado para outros comerciantes pedindo dinheiro e se dizendo promotor de eventos do Centro Pastoral da Catedral.

Sebastião Biazi

A prisão foi feita graças a denúncia da própria Cúria Diocesana, que, por sua vez, recebeu a informação de comerciantes que tinham sido visitados. A última tentativa de golpe foi aplicada na terça-feira, dia anterior à prisão. Ele telefonou para um comerciante e conseguiu a colaboração financeira.Porém, o comerciante desconfiou e não entregou o dinheiro para o mototaxista que foi buscar o recurso.

Segundo o delegado Sebastião Biazi, o homem não foi preso porque não estava em flagrante, mas foi indicado por estelionato e liberado. “Até agora, temos a forma tentada, mas a polícia está à disposição para receber novas denúncias sobre a atuação desse indivíduo, especificamente se houve a consumação da doação”. As denúncias podem ser feitas de forma anônima através do telefone 197. A identidade do denunciada não será divulgada.

Ainda segundo Biazi, o homem é funcionário público concursado e trabalha em uma grande repartição do setor de saúde. Ele é usuário de drogas e aplicava o golpe para levantar dinheiro para comprar o entorpecente.

#Biazi #esteleionato #Igreja #Católica #golpe