UTI da Santa Casa tem 90% de lotação. A de Fernandópolis tem 100%


Boletim divulgado pela Santa Casa de Jales na manhã de sexta-feira, dia 22 de janeiro, com a taxa de ocupação do hospital, mostra que a UTI destinada para síndromes grupais estava com 90% de ocupação. De 11 leitos oferecidos, havia apenas um disponível. Cinco pacientes dos dez internados eram de Jales. Dois de Santana da Ponte Pensa e um de São Francisco, Aparecida d’Oeste e Paranapuã, cada.

A situação da enfermaria para Covid-19 era menos delicada. Havia 75% dos 20 leitos ocupados e cinco estavam disponíveis. Mais uma vez, a maioria (oito pacientes) eram de Jales, Os outros eram de Aparecida (quatro), Palmeira d’Oeste (dois) e Aspásia (um).

Entre internados na UTI e na enfermaria, Jales mantinha na manhã desta sexta-feira, 18 pacientes internados na Santa Casa tratando conseqüências da Covid-19.


FERNANDÓPOLIS

A pandemia de covid-19 está deixando cidades de São Paulo sem leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) disponíveis. Ao todo nove municípios paulistas estão nessa situação, de acordo com levantamento da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Regional.

As cidades com 100% de ocupação dos leitos de UTI são: Américo Brasiliense, Artur Nogueira, Fernandópolis, Itatiba, Itaquaquecetuba, Pirassununga, Porto Feliz, Promissão e Socorro.

Além disso, 58 municípios de São Paulo estão com pelo menos 80% das UTIs totalmente ocupadas. Isso representa 9% do total de cidades do estado. As regiões com maior número de municípios neste grau de ocupação são as de Marília (9 municípios), Sorocaba (7 municípios) e Campinas (7 Municípios).

Todos os direitos reservados .Todo o conteúdo, incluindo texto,fotos e áudios,protegido pela Lei Federal 9.610 de 19 de fevereiro de 1998 e pela "Declaração de Hamburgo". Autorizada reprodução desde que citada a fonte.

Contato (17) 98123-6278

ou alexandreribeiro.carioca@gmail.com