Rotary Club de Jales fará live com a Banda Born em prol do Fundo Social de Solidariedade


Em tempos difíceis de pandemia, a solidariedade pode salvar vidas. Com o propósito de ajudar a quem precisa, o Rotary Club de Jales decidiu promover uma Live em prol do Fundo Social de Solidariedade de Jales. Será com a banda Born, no dia 17 de julho, a partir das 17 horas.

Com o slogan “Tenha compaixão”, o Rotary sugere que as pessoas doem o valor de uma cesta básica, ou aquilo que puderem, para que o Fundo Social possa doar alimentos para famílias carentes de Jales.


A transmissão solidária, que contará com apoio de diversos parceiros, entre eles a Prefeitura de Jales, a Casa da Amizade e o Interact, vai reunir os integrantes da “Born” se apresentando de forma segura e seguindo as regras de prevenção à covid-19, o novo coronavírus.

Clássicos do rock nacional e internacional e hits do pop prometem cerca de quatro horas de show, animação e diversão para a noite do sábado.

O show ao vivo será transmitido pela internet por meio do YouTube (www.youtube.com/bandaborn) e Facebook (facebook.com/bornGrunge).

As doações poderão ser feitas por um QR Code na tela da transmissão, via PIX (CNPJ: 46.901.252/0001-92) ou TED (Rotary Club de Jales, Banco Sicred, agência 0703, conta corrente 67.352-8, CNPJ 46.901.252/0001-92).

Quem optar por fazer a doação por telefone poderá ligar no (17) 3632 4703 ou (17) 98173 0675.

Vale lembrar que os músicos da banda Born serão voluntários em prol ao projeto “Doar faz Bem”, idealizado e coordenado pela primeira-dama do município e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Alziane Rossafa Moreira, que vem transformando a realidade de muitas famílias na cidade em época de pandemia e já entregou quase 1.700 cestas básicas para a população carente esse ano.

“Essa será mais uma união de forças em prol de quem precisa. Estamos, desde janeiro, atendendo famílias em situação de vulnerabilidade social e que, em função da pandemia, estão passando por dificuldades. Temos atendido famílias com crianças pequenas, outras que o pai e a mãe estão sem trabalhar, outras que perderam pessoas que eram responsáveis pelo sustento do lar e estão sentindo economicamente os efeitos que a pandemia do coronavírus causou na economia. É gratificante ver que tantas pessoas de nossa Jales são movidas por esse sentimento de solidariedade”, ressaltou a primeira-dama Alziane.