PF de Jales faz duas apreensões de cédulas falsas e prende três pessoas


A Polícia Federal realizou duas apreensões de cédulas falsas nas cidades de *Santa Fé do Sul e Jales/SP* em menos de 24 horas. Três pessoas foram presas em flagrante delito. Com os presos a PF apreendeu quarenta cédulas falsas de R$ 100 reais cada totalizando R$ 4.000,00.



Após receber informações sobre a comercialização e entrega via postal de cédulas falsas, a PF empreendeu diligências na região de Jales/SP objetivando identificar e prender os envolvidos. O resultado das diligências foi positivo e duas apreensões de cédulas falsas foram realizadas pela PF em um curto espaço de tempo.



Na *quinta-feira, (07/01)*, o casal *J.L.R.G e L.S.C.*, ambos moradores de *Santa Fé do Sul/SP* foi preso na posse de *R$ 3.000,00 (três mil reais) em cédulas falsas de R$ 100 reais* que foram recebidas através de encomenda postal.



Na tarde desta *sexta-feira (08/01)*, a PF conseguiu surpreender e prender em flagrante delito, no centro da cidade de *Jales/SP* o empresário *O.S.N.*. A prisão ocorreu logo após ele retirar uma encomenda contendo *R$ 1.000,00 (mil reais) em cédulas falsas de R$ 100 reais*. O preso confessou o crime e disse que adquiriu as mesmas por meio de contatos mantidos pela internet e através de aplicativos de mensagens.



A Polícia Federal continuará com as investigações objetivando identificar outros criminosos que comercializam cédulas falsas bem como os responsáveis pela confecção das mesmas. A autoridade policial ouviu os presos, que foram indiciados pelo crime de cédula falsa, tipificado no artigo 289, parágrafo primeiro, do Código Penal Brasileiro e caso sejam condenados por este crime *estarão sujeitos à pena de até 13 anos de reclusão*. Os presos foram encaminhados para a Cadeia Pública de Santa Fé do Sul/SP onde permanecerão à disposição da Justiça Federal de Jales/SP.


Comunicação Social da DPF JalesSP

Todos os direitos reservados .Todo o conteúdo, incluindo texto,fotos e áudios,protegido pela Lei Federal 9.610 de 19 de fevereiro de 1998 e pela "Declaração de Hamburgo". Autorizada reprodução desde que citada a fonte.

Contato (17) 98123-6278

ou alexandreribeiro.carioca@gmail.com