Artigo semanal da Diocese de Jales

Padre José Antonio Soares Assessor Diocesano da Pastoral da Comunicação O modo de se comunicar precisa ser sempre mais autêntico e comprometido com a verdade: seja na redação de um jornal, no mundo digital, numa pregação da Igreja, nos relacionamentos interpessoais, na comunicação política ou social. As palavras usadas e informações compartilhadas na comunicação do dia a dia precisam ser claras e corretas.

“Todos estamos chamados a ser testemunhas da verdade: a ir, ver e partilhar”, afirma Papa Francisco na mensagem do 55º Dia Mundial das Comunicações Sociais deste ano, a ser celebrado em 16 de maio, no Domingo da Ascenção do Senhor. O tema “Vem e verás” foi inspirado no Evangelho segundo João (Jo 1, 46) e tem como subtítulo “Comunicar encontrando as pessoas onde estão e como são”. Segundo Papa Francisco é preciso sair da arrogância cômoda do “já sabido” e mover-se, “gastar a sola dos sapatos”, encontrar pessoas para procurar histórias ou verificar informações. Ir ver as coisas, estar com as pessoas, ouví-las! Em tempos de pandemia, com a necessidade de mantermos o distanciamento social para cuidar da saúde, fica ainda mais evidente valorizarmos e notarmos a importância de nos abrirmos ao encontro. Iremos sempre valorizar as ferramentas e instrumentos digitais, mas o virtual nunca suprirá totalmente a nossa necessidade do encontro real. Como afirma o Papa na mensagem: “Se não nos abrirmos ao encontro, permanecemos espectadores externos, apesar das inovações tecnológicas (...) cada instrumento só é útil e precioso se nos impelir a ir e ver coisas que, de outra forma, não saberíamos”. Com certeza, o convite do Papa Francisco a “ir e ver” é uma sugestão oportuna para todos. Nada melhor que a experiência para se conhecer uma realidade, não é? Para saber é preciso ir ao encontro, por isso “vem e verás” é o método mais simples e natural de conhecer um fato! Esta proposta também inspira uma postura de combate necessário em tempos marcados pelo risco da manipulação da informação e tantas fake news. Chama a todos a uma responsabilidade “pela comunicação que fazemos, pelas informações que damos, pelo controle que podemos juntamente exercer sobre as notícias falsas, desmascarando-as”. “Vem e verás” foi a forma como a fé cristã se comunicou, começando pelos primeiros encontros nas margens do rio Jordão e do lago da Galileia. Papa Francisco resgata e propõe o método “Vem e Verás” para uma comunicação humana autêntica, que pretende ser transparente e honesta. Jales, 13 de maio de 2021.