Governador e prefeito assinam financiamento de R$ 4 milhões para asfalto


O prefeito Pedro Callado e o governador Geraldo Alckmin assinaram, na última sexta-feira, 17, no Palácio dos Bandeirantes, o contrato para financiamento de R$ 4 milhões para recapeamento asfáltico em Jales. O valor é suficiente para cobrir 200 quarteirões e será pago em 72 parcelas mensais com juros de 9,5% ao ano, bem abaixo dos praticados no mercado. A cerimônia contou com as presenças da deputada estadual Analice Fernandes e do deputado federal Fausto Pinato.

Segundo Dr.Pedro, o financiamento permitirá à prefeitura dar início às de receapeamento de ruas transversais da área central da cidade, além de trechos de todas as avenidas e alguns pontos avaliados como críticos nos bairros. “Vamos iniciar essa fase em cerca de 60 dias e esperamos concluir até o fim do ano. Ainda manteremos o trabalho de recuperação asfáltica em outros pontos com recursos próprios do município”.

Serão recapeados trechos das avenidas Francisco Jalles, João Amadeu, Avenida da Integração, Salustiano Pupim, Arapuã e ruas Suécia, Professor Rubião Meira, Nova York, Anísio Martins Ferreira Filho, Bandeirante, Rua do Estado, Holanda e Rua Jalles. Além das ruas Um, Dezessete, Oito, Dezenove, Três e Dez.

“Sabemos dos problemas com asfalto e a população nos cobra com razão. Mas a receita do município não é suficiente para resolver o problema e diante dos poucos convênios firmados para esta finalidade, por meio de emendas parlamentares, tivemos que buscar alternativa junto aos governos estadual e federal, entre elas o financiamento com o Desenvolve SP”, completou Dr.Pedro.

O contrato com a agência de fomento Desenvolve SP autoriza obras de recapeamento ou asfaltamento, incluindo terraplenagem, guias e sarjetas, drenagem sob o asfalto e serviços complementares como sinalização de vias e pintura de asfalto.

A licitação para contratação da empresa para execução de recapeamento asfáltico em C.B.U.Q. (Concreto Betuminoso Usinado a Quente) já está em andamento e as proposta serão conhecidas no dia 12 de julho.As obras deverão se iniciar até 15 dias depois da emissão da Ordem de Serviço pela Secretaria de Obras, Serviços Públicos e Habitação e concluídas em 90 dias.

O contrato prevê a recuperação de 125.238,25 m² de asfalto, a um preço máximo de R$ 31,63 por metro quadrado, mas a estimativa é que o preço final caia para aproximadamente R$ 26,00. A taxa de juros é bem inferior às praticadas pela Caixa Econômica Federal, por exemplo. Para empréstimo pessoal a instituição cobra 4,8% ao mês e 75,51% ao ano.

Além dos cerca de 200 quarteirões recapeados com o dinheiro proveniente do financiamento e dos pontos críticos recapeados com recursos próprios da prefeitura, a Secretaria de Obras vai intensificar, nos meses de estiagem, a operação tapa-buracos, que foi interrompida por conta das chuvas.


Todos os direitos reservados .Todo o conteúdo, incluindo texto,fotos e áudios,protegido pela Lei Federal 9.610 de 19 de fevereiro de 1998 e pela "Declaração de Hamburgo". Autorizada reprodução desde que citada a fonte.

Contato (17) 98123-6278

ou alexandreribeiro.carioca@gmail.com